Importância de se exercitar durante isolamento social

Empresa lança três complexos residenciais na Zona Leste - ZLN
Empresa lança três complexos residenciais na Zona Leste
19 de março de 2020
Nossa 3ª Guerra - ZLN
Nossa 3ª Guerra
24 de março de 2020

Importância de se exercitar durante isolamento social

Importância de se exercitar corretamente durante isolamento social - ZLN

Especialista sugere exercícios físicos para fazer em casa e fortalecer o sistema imunológico

Exercícios durante o isolamento social: Para tentar reduzir o contágio do novo coronavírus e casos recentes da covid-19, o Governo do Estado e a Prefeitura têm adotado uma série de medidas que visam restringir a aglomeração e a circulação de pessoas. E a principal delas é que os brasileiros fiquem em casa.

Com essa nova rotina de isolamento social, a atividade física é essencial para ocupar a mente durante o período de quarentena e fortalecer o sistema imunológico, já que o exercício físico gera um desvio do estado de homeostase orgânica, levando a reorganização da resposta de sistema imunológico.

Mas é importante saber quais exercícios podem ser feitos em casa e os principais cuidados a serem tomados. O especialista em ortopedia e traumatologia do Hospital Villa Lobos, do Hospital São Cristóvão e diretor clínico do Instituto Ortopédico Santa Maria, Dr. Marcello Zaboroski, alerta sobre exercitar-se com responsabilidade e ressalta a importância do alongamento para não se lesionar.

“Estamos em quarentena voluntária e manter-nos saudáveis e ativos também é uma forma de fortalecer nosso sistema imunológico. Com curta duração de tempo, é fundamental evitar o sedentarismo para manter o tônus muscular, além de ajudar na circulação sanguínea. E o alongamento é essencial para evitar lesões e contraturas musculares durante a prática de atividades físicas”, explica o médico.

 

A faixa etária importa

É muito importante, então, levar em consideração os diferentes perfis e faixas etárias desses “atletas caseiros”. Para idosos, gestantes e crianças são recomendados exercícios de baixo impacto, como elevação lateral dos braços, elevação frontal dos braços, abdominal, bicicleta imaginária, elevação das pontas dos pés e corrida estacionária, sempre tomando cuidado para evitar quedas e traumas, seja em tapetes, chinelos, móveis.

Já os atletas que praticam atividades físicas regularmente durante o isolamento social, mas que estão impedidos de frequentar a academia e parques, devem iniciar as atividades pelo alongamento para depois realizar sua rotina de fortalecimento, que deverá ser adaptada às restrições do lar.

“Fazer exercício em casa pode ser o primeiro passo para quem deseja sair do sedentarismo. Outra boa dica para melhorar a resistência e a imunidade é ter uma boa alimentação. E usar aplicativos de treinos também pode ajudar a cuidar do corpo de forma mais saudável. Mas vale lembrar que antes de iniciar qualquer atividade física, a pessoa não pode ter restrições ou contra indicações médicas.”, alerta Zaboroski.

 

Notícia: Da Redação. Foto: Divulgação.

Para conferir outros conteúdos como este, acesse a home de nosso site.

Comentários